“Lê-se Bê e não Bi”

Para aqueles que andam sintonizados noutras frequências, talvez ainda não tenham ouvido falar da nova revista: B – Cultura da Bicicleta. Mas sei que a maioria já ouviu falar na mesma, e gosto de pensar que muitos até já a leram. O Pedro Carvalho falou-me neste projecto, há já mais de um ano… entretanto o convite foi feito e aceite, e integrei a equipa editorial da revista. Para além de mim e do Pedro, juntaram-se o Hugo “Boinga” Cardoso e a Sofia Torrão, não esquecendo o excelente fotógrafo Manuel Portugal, e o Edgar Antunes que ficou aos “comandos” da parte gráfica.

DSC_3517 DSC_3515

Apadrinhada pela editora Fast Lane (de onde vem também a revista REV, de motos) e distribuída pela VASP, está desde o dia 2 de Dezembro disponível nas bancas a edição de Inverno. Com carácter trimestral, a revista aposta na qualidade de impressão e de conteúdos. Não pretende ser mais uma revista de bicicletas, igual às demais – a ideia foi abordar os assuntos não só numa postura diferente, mas também com bastante “sumo”. As opções editoriais, escolheram ainda caminhos um pouco diferentes do habitual. Para além dos conteúdos criados pela equipa editorial, a revista contou com um conjunto valioso de outros pequenos contributos, que em muito valorizaram o resultado final.

DSC_3523

A minha contribuição, acabou por cingir-se a um único artigo… mas com uma dúzia de páginas, acho que terão muito para ler! Quem acompanha aqui o blogue há mais tempo, irá identificar uma coisa ou outra do que escrevi. Mas “A caminho de uma cultura urbana”, é um artigo com conteúdos que extravasam o que aqui se fala no Lisbon Cycle Chic – como não tenho um outro blogue onde desenvolver estes temas, ficam reservados para as próximas edições da revista!
DSC_3520 DSC_3521

Todo este número ficou na minha (suspeita) opinião, numa fasquia de qualidade bastante elevada. O preço da revista poderá parecer um pouco elevado para alguns, mas tendo em conta a quantidade e a qualidade oferecidas, acho que vale todos os 450 cêntimos que custa! E a avaliar pelas reações e críticas que temos recebido à mesma, creio que não estou enganado!

Já foram buscar o vosso exemplar?  😉

4 Respostas a ““Lê-se Bê e não Bi”

  1. Jorge Silva diz:

    por 4500 cêntimos não de certeza mas 450 cêntimos talvez.

  2. Eu já e foi complicado encontrar.
    E desde já me disponibilizo para fotografar em eventos sempre que for necessário e a família me permitir 🙂

  3. paulofski diz:

    Procurei para comprar e ainda não encontrei mas já tive pelo menos a oportunidade de bisbilhotar por outras vias. Fantástico trabalho. Parabéns.

  4. […] também o pré-lançamento do nº2 da revista “B – Cultura da Bicicleta“, onde mais uma vez há lá um dedinho […]

Deixar uma resposta