Stop de Kindermord

Nos anos 70, foi este o mote das manifestações que um pouco por toda a Holanda se realizaram, a pedir mais segurança nas estradas, não só para se poder andar de bicicleta, mas para se ter um espaço público de qualidade, onde se possa realmente viver, sem medo de sermos atropelados – principalmente para as crianças.

Também na Dinamarca, protestos semelhantes se fizeram ouvir nessa altura.

Cyclist Demonstration on City Hall Square 1970s - Copenhagen

(fonte: Copenhagenize)

No ano passado, na sequência da morte de uma jornalista do The Times, este famoso diário britânico lançou uma campanha intitulada “Save our Cyclists”

Nas últimas semanas, têm sido algumas as notícias que surgiram na comunicação social, dando conta de situações menos felizes nas estradas, envolvendo ciclistas. Tanto a nível nacional (sendo a mais mediática, a agressão/atropelamento do atleta Rui Sousa) como internacional (o atropelamento fatal do atleta Sul Africano, Burry Stander).

Assim, a FPCUB anunciou hoje uma Manifestação Nacional – Basta de atropelamentos, onde se apela à convivência pacífica e respeito pelos modos suaves.

MANIFESTAÇÃO NACIONAL - BASTA DE ATROPELAMENTOS

Não se trata de uma manifestação contra ninguém em especial. É acima de tudo um acordar de consciências, um apelo à sociedade em geral para que se pense qual o caminho a seguir. Foi isto que foi feito na Holanda e na Dinamarca há 30 anos atrás – à semelhança do que temos hoje em Portugal, já na altura eles tinham taxas de motorização e sinistralidade elevadas. Basta ver o que foi feito, e aspirar a ter melhor.

Todos os dias, devemos pensar quais as nossas acções, quais as nossas decisões, e quais as consequências das mesmas. Temos de repensar como queremos o nosso espaço público, e como o queremos utilizar.

Simultâneamente, esta será uma oportunidade de prestar um tributo a uma vítima histórica – José Miguel Afonso faleceu há 13 anos, vítima de atropelamento em Lisboa. Activista das bicicletas, ambientalista e defensor dos animais, colaborava com a FPCUB na altura, e 2 semanas antes da sua morte, tinha organizado uma manifestação no Terreiro do paço exactamente com objectivos semelhantes… infelizmente um homem fora do seu tempo em Portugal.

A manifestação tem carácter nacional. Acontecerá em simultâneo em diversas cidades, estando para já confirmadas Lisboa, Porto, Faro e Guarda, mas em breve outras serão anunciadas – para o efeito consultem o álbum de cartazes da Manifestação

APAREÇAM E DIVULGUEM!

 

2 Respostas a “Stop de Kindermord

  1. […] tinha falado sobre isto aqui, e na Velocipedi@, escrevi um texto um pouco mais extenso, que sugiro a […]

Deixar uma resposta