Lugar seguro

Há muito que a mata do Estádio Nacional é procurada por muitos para a prática de BTT. Mas felizmente a bicicleta é cada vez mais, uma escolha para quem quer simplesmente passear. Uns aventuram-se na estrada… mas a maioria das pessoas, está longe de se sentir segura nesse ambiente, e se muitos escolhem as ciclovias, alguns vã para parques ou outros locais onde os automóveis se mantêm distantes. O Estádio Nacional tornou-se assim num destino comum para quem quer apenas dar umas pedaladas descontraídas – e para quem vem de Algés ou de Paço de Arcos, consegue já ter grande parte do percurso também ele separado do tráfego automóvel.

DSC_4456

DSC_4465 DSC_4409
Para as crianças pedalarem, só mesmo em zonas controladas – a acalmia de tráfego poderá resolver algumas situações, mas em muitos locais a opção de andar na estrada para os mais pequenos está fora da equação. Nestes casos as ciclovias poderão ser uma das soluções, mas só quando as mesmas são bem desenhadas – principalmente nos cruzamentos.

DSC_4424 DSC_4449

DSC_4444

DSC_4451 DSC_4447
A infraestrutura faz falta, mas nunca será a solução única para que a a bicicleta seja eleita por mais gente, não só para o lazer mas também como meio de transporte. Alterações na legislação, acalmia de tráfego, redesenho do espaço urbano a pensar mais nas pessoas, etc, são tudo partes de um processo nada fácil – sem umas, dificilmente as outras terão os resultados esperados. Acima de tudo é necessária uma grande mudança de mentalidades, retirando o automóvel do “lugar especial” que ainda hoje ocupa na cabeça (e no coração) de tanta gente. O resultado não será apenas mais gente a andar de bicicleta – isso virá por acréscimo. O grande resultado serão cidades, vilas e lugares mais humanos, mais saudáveis, onde se vive melhor.

Deixar uma resposta