Aluguer de diversão

Há uns dias, recebi um convite por parte de uma nova empresa, para os acompanhar num passeio por Lisboa. A rent-a-fun é um projecto recente, com gente nova e cheia de ideias “fora da caixa”.

Lá fui ter à loja, ali no nº34 da Rua Cais de Santarém, perto do Campo das Cebolas, onde conheci a Salomé, a Cloe, o Benjamim e o Nuno. A oferta deles vai para além do aluguer simples de bicicletas. Eles têm tours variados, onde a principal diferença é a diversão, e a curiosidade é o recurso a bicicletas com assistência elétrica (pedelecs) para percursos bem exigentes. Não sou grande entusiasta deste tipo de bicicleta – considero que para 95% das situações, a bicicleta convencional é uma opção melhor. Mas se há situação onde estas fazem sentido, é nos passeios que eles sugerem – passar 2 ou 3 horas, a pedalar por Alfama, Mouraria, Baixa, Bairro Alto, etc, não é para qualquer um – mas eles não têm só pedelecs, e se um cliente preferir, pode fazer o passeio numa bicicleta sem assistência. Têm também passeios de longa distância, que podem durar o dia inteiro – ir até à praia aprender surf ou não, ou ir até Monsanto,são algumas das opções.

DSC_2010

Eu acompanhei-os durante algum tempo na minha Brompton – não tenho dúvida que se fosse para fazer o passeio completo, esta teria sido uma opção errada, principalmente se quisesse manter as glândulas sudoríferas pouco activas – já se fosse para fazer um “workout” completo, era outra conversa. Como subi apenas pela Sé, até ao Miradouro de Santa Luzia, e depois pela Rua de Santiago até ao Terraço do Mercado do Chão do Loureiro, embora sendo algo puxadote, tudo se faz com uma boa dose de calma. Lá cheguei uns instantes depois deles, mas mantendo uma postura digna – apesar do calor que se fazia sentir.

DSC_2046 DSC_2059

Numa pedelec, segundo o Código da Estrada, somos obrigados a utilizar capacete – algo que numa bicicleta convencional não é obrigatório.

DSC_2020 DSC_2113

Já na Praça do Comércio, e uma vez que uma revista de viagens também nos acompanhou, aproveitei enquanto eles “pousavam” para o outro fotógrafo, para os apanhar de um modo mais descontraído.

DSC_2141

Para quem visite Lisboa, ou simplesmente para quem queira conhecer estas zonas históricas de um modo diferente, creio que a experiência de passear com uma e-bike pode ser muito interessante. Achei também curioso o BIKEfit – um programa de fim de tarde ou de fim de semana, para quem queira uma alternativa ao tédio do ginásio. E para quem more ali por perto e precise de uma oficina para lhe aranjar a bicicleta, eles também têm esses serviços.

Uma resposta a “Aluguer de diversão

  1. ana leal diz:

    excelente ideia, adoro a originalidade das aulas de spinning

Deixar uma resposta