Testemunhos Cycle Chic (IV)

A Ana colocou o seu testemunho aqui na caixa de comentários de outro testemunho, mas depois enviou-me também a fotografia por e-mail.

Vai fazer 2 anos que o meu namorado me ofereceu uma bicicleta dobrável_ uma berg. Achei-a muito gira (n tinha bicicleta desde que aprendi a andar tinha 12 anos, no Porto em casa da minha avó nas férias de Verão), mas só andava nela aos fins de semana e para ir à massa crítica. Em Maio do ano passado (a bicicleta ainda n tinha feito 1 ano) roubaram-me a bicla… fiquei desolada, tristíssima, a sentir-me mal por não a ter aproveitado mais e comecei à procura na net de 1 em segunda mão. O meu namorado não aguentou a minha tristeza (e assustou-se com a foto de uma bicicleta que eu ponderei comprar pela net) e ofereceu-me outra dobrável_ uma coluer (ligeiro upgrade da anterior). Passei a ir todos os dias para o trabalho de bicicleta (18km por dia), até setembro (despedi-me). Apesar de actualmente não andar todos os dias, faço cerca de 40/50km por semana. Às terças e quintas, às 7h30 da manhã vou para o Yoga de bicicleta, subo a Av. da Liberdade, parte da Av. Fontes Pereira de Melo, a R. Tomás Ribeiro, até à GULBENKIAN (chego com a língua quase de fora, mas o regresso dá um gozo brutal). Consegui deixar de fumar e não engordar! Recentemente tenho sido chateada por familiares e amigos por não usar capacete…


Ana, obrigado pelo teu testemunho. Em relação ao capacete, podes encaminhar os teus amigos e familiares para estes artigos que já aqui coloquei. Se eles não quiserem ler, pelo menos podes retirar de lá muitos argumentos para justificar o teu direito à escolha.

Uma resposta a “Testemunhos Cycle Chic (IV)

  1. casainho diz:

    Boa!

    Também já andei muito de dobrável e a próxima que comprar terá de ser uma Brompton 😉

    Também tenho uma bicicleta Coluer* e elas são produzidas aqui na zona de Aveiro 🙂

    Eu cá só costumo usar capacete no meu puto de 1 ano 😉

    * http://massacriticapt.net/?q=node/1312

Deixar uma resposta