Amesterdão em Lisboa

Há umas semanas atrás (dia 14 de Novembro), esteve cá em Lisboa uma delegação de jovens técnicos do município de Amesterdão. A cidade tem a boa prática de os enviar a outros países para conhecerem outras experiências e adquirirem conhecimentos e práticas novas, enriquecendo assim a sua equipa. Por cá, o município recebeu-os e de entre as várias actividades, organizaram uma visita a alguns locais integrados na estrutura verde e na rede ciclável. O meio de transporte escolhido, claro, foi a bicicleta – o Duarte Mata (CML) convidou-me  para que os acompanhasse, e solicitaram o apoio da FPCUB, que não só fez diligências para que fossem emprestadas mais algumas bicicletas que estavam em falta (cortesia da Scott), bem como a empresa 2-Rodas esteve presente e nos deu assistência mecânica durante todo o percurso.

DSC_1034 DSC_1035 DSC_1036

DSC_1039 DSC_1043

DSC_1046

Foi surpreendente ver um grupo de gente tão bem disposta, habituadíssimos a pedalar todos os dias, a percorrer as ciclovias de Lisboa sem qualquer constrangimento. Um cenário pouco habitual, com engarrafamentos de bicicleta nas estreitas ciclovias que para já dispomos.

DSC_1048 DSC_1050

DSC_1053

DSC_1054 DSC_1063

DSC_1067

DSC_1066 DSC_1065

DSC_1069 DSC_1070 DSC_1073

A boa disposição como já referi, foi uma constante… mesmo com uma colisão aparatosa entre alguns deles (ninguém se magoou), com algumas avarias nas bicicletas mais antigas, furos e mesmo alguma chuva (e uma subida valente) no fim, mantiveram sempre um espírito animado e bem disposto. Aliás, em relação a estas duas “dificuldades” (chuva e subidas) tive umas conversas giras com alguns deles.

DSC_1075 DSC_1078

DSC_1080 DSC_1081

Quando lhes disse que no final íamos ter uma subida valente (do Corte Inglês pela ciclovia até ao alto do Parque Eduardo VII), responderam-me logo: “óptimo, assim é muito mais divertido… tudo plano é uma seca”.

DSC_1084

DSC_1087 DSC_1089

DSC_1093

Perguntaram-me porque quase não nos tínhamos cruzado com ninguém de bicicleta. Expliquei que no dia anterior tinha chovido muito, e que nessa manhã também estava a chover um pouco, e com isso as pessoas refreavam-se de pedalar. Resposta imediata: “Mas porquê? Estes são os melhores dias!!!”

DSC_1095 DSC_1101

DSC_1103 DSC_1105

Uma passagem rápida pela Universidade de Lisboa, que tinha acabado de ter a vitória da sua proposta no Orçamento Participativo (percursos cicláveis entre os diversos polos da universidade).

DSC_1108 DSC_1110

DSC_1111

DSC_1114 DSC_1116

DSC_1117

Antes da subida, uma paragem rápida no Velocité Café. Mais uma vez ficaram surpreendidos com este conceito… para eles, o normal é haver de um lado lojas de bicicletas, de outro cafés e restaurantes! Ninguém se lembrava de ter visto alguma vez uma combinação das duas coisas.

DSC_1126

Quando começámos a subir, a chuva começou a cair… Nem uma coisa nem outra foram problema para eles. Não só subiram todos a uma velocidade impressionante, como assim que começaram a cair as primeiras pingas, à boa maneira holandesa, quem tinha chapéu de chuva fez logo uso dele!!

2014-11-14 16.56.45Já no fim, queriam levar o Luís Oliveira da 2-Rodas de volta com eles para Amesterdão: nunca tinham visto um mecânico tão rápido e eficaz na vida!

A ECF em Lisboa

Há pouco mais de uma semana, estiveram em Lisboa representantes da ECF a fim de avaliar a candidatura de Lisboa à organização da conferência Velo-city em 2017. Trata-se do evento mais significativo do género relacionado com bicicletas. Acredito que se Lisboa ganhar, será um grande compromisso para tornar a cidade mais amiga das bicicletas.

Fui convidado a acompanhar a comitiva, composta pelo Presidente da ECF (Manfred Neun), o  Secretario Geral e Director da Velo-city (Dr. Bernhard Ensink) e pelo Gestor da Velo-city (Márcio Deslandes). Ficam aqui algumas das fotos dos passeios e visitas que acompanhei.

2014-11-12 13.41.44 DSC_0938

DSC_0940

DSC_0941 DSC_0946

DSC_0948 DSC_0950 DSC_0949

DSC_0952 DSC_0954

DSC_0955 DSC_0958

DSC_0962 DSC_0965

DSC_0980

DSC_0971 DSC_0975

DSC_0969

DSC_0985 DSC_0992

DSC_0988

DSC_0993 DSC_0994

DSC_0997 DSC_1006 DSC_1000

DSC_1009

DSC_1012 DSC_1013

DSC_1015 DSC_1018

DSC_1026 DSC_1031

DSC_1027

DSC_1032

Estamos a torcer por Lisboa!

 

 

Cycla-a-wish Lisboa 2014

cycle-a-wish Lisboa 2014

A Make-A-Wish® Portugal, IPSS com a missão de realizar desejos a crianças e jovens, dos 3 aos 18 anos, com doenças que colocam as suas vidas em risco, gostaria de o convidar para um passeio solidário pela cidade de Lisboa, conhecido como Cycle-A-Wish.

Este evento é um programa para toda a família, que tem como principal objectivo envolver os portugueses com a instituição e promover a qualidade de vida na cidade de Lisboa, através da solidariedade.

O ponto de encontro será dia 16 de Novembro pelas 11h no Parque Eduardo VII – junto à bandeira, onde terá inicio o percurso de cerca de 8km entre o Parque Eduardo VII, Avenida Fontes Pereira de Melo, Arco do Cego, Entrecampos, Jardim de Campo Grande, Alameda das Universidades, Avenida Professor Gama Pinto, Avenida Álvaro Pais, Avenida 5 de Outubro, Avenida Marques de Tomar e de regresso à Alameda Cardeal Cerejeira.

No final do percurso, entre as 12h e as 13h haverá animação para crianças.

A inscrição, pode ser feita online no site da Make-A-Wish Portugal (www.makeawish.pt) ou no Facebook (www.facebook.com/makeawish.pt) até dia 15 Novembro ou no próprio dia presencialmente mediante donativo de 5€ adulto/ 3€ criança que inclui t-shirt, águas e seguro a serem levantados no local a partir das 9h30.

O valor da inscrição reverterá integralmente para a realização de desejos.

A CP associa-se a este evento através de bilhetes especiais de 1€ com transporte da bicicleta gratuito mediante apresentação de inscrição.

Uma iniciativa com o apoio da CML, da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, Fidelidade, Fundação PT, Unicer, Nestlé e a Bicla LX.

Bicicleta Solidária está de volta

Já na sua 4ªedição, dia 9 de Novembro vamos ter mais um Festival da Bicicleta Solidária, organizado pela FPCUB.

E claro, inserido na programação, teremos o passeio bem no espírito Cycle Chic:

festival solidario_2014_CARTAZ

E o que diferencia um passeio Cycle Chic? O seu carácter não desportivo: será um passeio a um ritmo bastante calmo e descontraído, num percurso acessível a todos, dos 8 aos 80 (aliás, já tivemos crianças de 5 anos a fazer passeios completos de 12km, pois o ritmo é mesmo descontraído). Não há qualquer código de vestuário, mas dadas as características do passeio, os participantes podem ir vestidos normalmente, dispensando-se assim qualquer equipamento desportivo!


O percurso será mais uma vez bastante fácil, e terá menos de 10km – para os menos habituados a estes passeios, não se assustem pois será mesmo acessível a todos!

Inscrições GRATUITAS mas obrigatórias em http://www.fpcub.pt/2014/10/iv-festival-da-bicicleta-solidaria-9-de-novembro onde podem saber mais sobre o festival, e quais as atividades que por lá vão acontecer.

Já sabem, dia 9 de Novembro, Domingo, concentração pelas 10 horas no Terreiro do Paço. E não se esqueçam de trazer géneros alimentares para a recolha que será feita no festival.

(PS. ainda estou em falta com as fotos do passeio do ano passado… amanhã ou depois já aqui vão aparecer!)